Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Covid: Anvisa sugere que SP não antecipe dose de reforço de vacina

Em nota, vigilância sanitária recomenda que decisão seja "reavaliada"; para agência, não está claro se os benefícios do adiantamento superam seus riscos
Covid: Anvisa sugere que SP não antecipe dose de reforço de vacina
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Em nota divulgada na noite desta sexta-feira (3), a Anvisa (foto) recomendou que São Paulo “reavalie a estratégia de antecipação generalizada de aplicação da dose de reforço” da vacina contra a Covid.

Como publicamos ontem, o governo de São Paulo reduziu para quatro meses o intervalo para que seja aplicada a dose de reforço do imunizante —a orientação do Ministério da Saúde é que ele seja de cinco meses—, e a prefeitura da capital paulista informou que a redução do intervalo já estava valendo desde quinta (2).

No seu comunicado, a agência lembrou que as vacinas são a forma mais eficaz de evitar a disseminação do vírus da Covid, mas acrescentou que o intervalo menor tem de ser sustentado “por dados epidemiológicos, com adequado monitoramento das reações adversas e com a condução de estudos de efetividade das vacinas”.

A vigilância sanitária também disse não saber “se os benefícios superam os riscos para o uso de reforço no intervalo de quatro meses para todos os adultos com 18 anos ou mais” e pediu que as estratégias de vacinação no Brasil “sejam coordenadas, considerando exclusivamente o interesse público”, para evitar “assimetria” no acesso à imunização. 

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....