Covid: cenário é de escassez de vacina nos próximos 2 meses, dizem secretários

Covid: cenário é de escassez de vacina nos próximos 2 meses, dizem secretários
Foto: Gustavo Mansur/ Palácio Piratini

Em audiência pública no Senado nesta quinta (22), o Conass (Conselho Nacional de Secretários de Saúde) e o Conasems (Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde) pediram mais recursos para o combate à Covid, registra O Globo.

Os representantes dos conselhos presentes à audiência traçaram um cenário “dificílimo” para a pandemia no Brasil e previram escassez de vacinas.

“Eu acho que a gente tem um cenário difícil, dificílimo. Para os próximos dois meses a gente deve ter um cenário de escassez de vacinas, isso é preciso ser dito. A gente não sabe o que vai acontecer com a Índia —onde há um recrudescimento muito grande da doença—, que é o maior produtor de IFA [Insumo Farmacêutico Ativo]”, disse Carlos Lula, o presidente do Conass.

Como publicamos na madrugada de hoje, a Índia vive uma explosão de casos da doença, com mais de 312 mil registrados em apenas um dia.

No Brasil, mesmo com a pequena redução da última semana, a média de quase 3.000 mortes e 63 mil novos casos por dia é preocupante, e o total de pessoas internadas por Covid ainda é alto.

Por outro lado, avalia-se que o país tem capacidade de vacinar 3 milhões de pessoas por dia, mas esbarra na falta de insumos.

“O que falta é vacina. O cronograma apresentado sempre é reduzido pra baixo. Nunca temos a obediência desse cronograma como deve acontecer”, queixou-se o o presidente do Conasems, Wilames Freire.

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie a o jornalismo independente.
Mais notícias
TOPO