Covid: em SP, doentes estão morrendo mais rápido nas UTIs

Covid: em SP, doentes estão morrendo mais rápido nas UTIs
Foto: Governo do Estado de São Paulo

Levantamento da Secretaria de Saúde paulista e do Centro de Contingência do Coronavírus mostra que os pacientes internados em estado grave em UTIs do estado de São Paulo para tratar da Covid estão morrendo mais rápido, registra a Folha.

O tempo médio para que uma vítima vá a óbito caiu de 14,1 para 10,7 dias no último trimestre. O estudo analisou o histórico de 41 mil vítimas.

​Desde o início da epidemia, 68.623 pessoas morreram em São Paulo —1.021 apenas nas últimas 24 horas, recorde desde o início da pandemia.

Segundo Carlos Magno Fortaleza, infectologista do Centro de Contingência, o quadro pode ter se agravado em razão da entrada da variante P1 do coronavírus no estado e da lotação nas UTIs com o aumento abrupto de casos.

Leia mais: Assine a Crusoé, a publicação que fiscaliza TODOS os poderes da República.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO