Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

CPI da Covid apura repasses de R$ 250 mil da Precisa para VTCLog

A suspeita da cúpula da comissão parlamentar de inquérito é que dinheiro foi usado para o pagamento de propina
CPI da Covid apura repasses de R$ 250 mil da Precisa para VTCLog
Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

A CPI da Covid investiga quatro repasses no valor total de R$ 250 mil da Precisa Medicamentos para a empresa de logística VTCLog, registrados entre o final do ano passado e o início de 2021.

Em entrevista à Globo News, o vice-presidente da CPI, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), confirmou que a CPI já conseguiu identificar um repasse de R$ 14 mil, outro de R$ 75 mil, um terceiro de R$ 77 mil e um quarto repasse da Precisa para a VTCLog no valor de R$ 84 mil. Os pagamentos aconteceram entre outubro do ano passado e fevereiro de 2021.

“Esses repasses não têm nenhuma lógica. É um pagamento entre duas empresas em que não percebemos entre elas um nexo causal”, disse o senador há pouco.

“Uma suspeita que nós temos é que esses valores poderiam ter sido usado para a remuneração de terceiro, em outras palavras, propina”, complementou.

A suspeita da cúpula da CPI é que esses recursos possam ter sido utilizados para alimentar uma espécie de “mensalinho” dentro do Ministério da Saúde.

A VTCLog, por sua vez, negou qualquer irregularidade nas transferências. A empresa disse que possui relação comercial com a Precisa.

“Na qualidade de operador logístico de armazenagem e distribuição de fármacos a VTCLog possui relação comercial com a Precisa, assim como toda a indústria farmacêutica – pela natureza do atendimento. As notas fiscais emitidas, todas em conformidade e regularidade”, informou a VTCLog.

“A empresa não possui relações políticas, agindo apenas em conformidade com a legislação em vigor na prestação de serviços à administração pública, conforme prevê a Lei nº 8.666, que versa sobre contratações realizadas pela administração pública”, esclareceu a empresa.

Mais notícias
TOPO