Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

CPI da Covid: o que esperar da sessão temática com especialistas

A reunião ocorre em meio a novas tentativas do presidente Jair Bolsonaro de desacreditar medidas sanitárias de enfretamento à pandemia
CPI da Covid: o que esperar da sessão temática com especialistas
Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

A CPI da Covid realiza hoje, a partir das 9h, uma sessão temática com especialistas para discutir ações que deveriam ter sido adotadas pelo governo federal para conter o novo coronavírus.

Vão participar do debate Natalia Pasternak, microbiologista e pesquisadora da Universidade de São Paulo (USP) e Cláudio Maierovitch, médico sanitarista da Fundação Oswaldo Cruz e ex-Presidente da Anvisa.

Durante a reunião de hoje, os senadores vão questionar sobre a eficácia da cloroquina, do uso de máscaras, da vacinação e se é possível mensurar quantas mortes poderiam ter sido evitadas, caso o governo tivesse optado pelas medidas sanitárias recomendadas pela Organização Mundial de Saúde.

A sessão temática ocorre em meio a novas tentativas do presidente Jair Bolsonaro de desacreditar medidas não farmacológicas contra Covid. Nesta semana, o presidente questionou a eficácia das vacinas e sugeriu intervir no Ministério da Saúde para flexibilizar o uso de máscaras.

Leia quais serão as principais perguntas que serão realizadas aos especialistas, conforme apurou O Antagonista
– Quantas mortes poderiam ter sido evitadas caso o governo federal tivesse apostado na vacinação?
– Qual o prejuízo para a sociedade ao se ignorar as medidas não farmacológicas, como o uso de máscaras e o distanciamento social?
– Existe algum estudo sério que ainda recomenda o uso de cloroquina ou ivermectina no tratamento de Covid?
– Até que ponto as aglomerações incentivadas por Jair Bolsonaro podem ter ajudado a disseminar o vírus?
– O Ministério da Saúde está conduzindo de forma correta as ações de enfrentamento à pandemia?
– É possível afirmar que o presidente da República é o principal incentivador da propagação do novo coronavírus, no momento em que ele ignora a vacinação ou o distanciamento social?

Leia mais: Não deixe de ler a edição especial da Crusoé, a revista que fiscaliza TODOS os poderes.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO