CPI de Brumadinho em MG pede indiciamento de dirigentes da Vale

Telegram

O relatório final da CPI de Brumadinho da Assembleia Legislativa de Minas Gerais pediu o indiciamento de dirigentes e ex-dirigentes da Vale por homicídio doloso eventual.

O desastre do rompimento da barragem do Córrego do Feijão, em 25 de janeiro deste ano, deixou 270 mortos.

Entre os indiciados, estão o presidente afastado da Vale, Fábio Schvartsman, o diretor-executivo, Peter Poppinga, e a responsável técnica pela barragem, Cristina Malheiros.

Comentários

  • Reinaldo -

    Só a condenação pode contribuir para um futuro melhor!

  • R.A.F -

    Pode pôr a bebida? Sim, pode Poppinga!

  • Lírio -

    Esses episódios terríveis só deixam a certeza de que os únicos prejudicados são os cidadãos. Nada acontece com os poderosos, que continuam com seus lucros estratosféricos, operando sossegados.

Ler 4 comentários