Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

CPI descortinou um esquema de corrupção nunca visto dentro da Saúde, diz Renan

O relator da CPI citou as negociações entre o Ministério da Saúde e a Precisa para a aquisição de 20 milhões de doses da vacina Covaxin
CPI descortinou um esquema de corrupção nunca visto dentro da Saúde, diz Renan
Foto: Adriano Machado/Crusoé

No trecho relacionado à indícios de corrupção na compra de vacinas contra Covid, o relator da CPI da Covid, Renan Calheiros (MDB-AL), afirmou há pouco aos integrantes do colegiado que a CPI “descortinou um esquema de corrupção nunca visto dentro do Ministério da Saúde”.

“Para além da criminosa negligência quanto à proteção da vida e da saúde dos brasileiros, havia também interesses escusos permeando as ações de autoridades federais durante a pandemia”, disse Renan Calheiros.

Neste tópico, Renan (foto) cita as negociações entre o Ministério da Saúde e a Precisa Medicamentos para a aquisição de 20 milhões de doses da vacina Covaxin por R$ 1,6 bilhão.

Na época, houve tentativa de se pagar US$ 45 milhões pela importação de um primeiro lote do imunizante por meio de uma empresa de Singapura. O esquema da Covaxin foi revelado por O Antagonista, a partir de denúncias do deputado federal Luis Miranda (DEM-DF).

“Entre algumas falhas graves, verificou-se ausência de estimativa de preços ou de justificativa para a sua dispensa; conclusão do termo de referência e elaboração do estudo técnico preliminar após a assinatura do contrato; publicação de ratificação de dispensa de licitação sem que o termo de referência houvesse sido concluído”, afirmou Renan.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO