"A CPI é necessária. O radicalismo não"

Telegram

Como noticiamos ontem, Davi Alcolumbre se comprometeu em ler amanhã, no plenário do Senado, o requerimento que cria a chamada CPI da Lava Toga.

É muito provável que haja “um acordo” para reduzir o número de fatos investigados pela comissão, a despeito do descontentamento do autor da proposta, Alessandro Vieira.

“Ainda não tenho informação precisa sobre quais são os fatos o Senado considerou válidos. Eu, claro, considero que todos os fatos apresentados no requerimento [foram 13] são válidos”, disse o parlamentar a O Antagonista.

URGENTE: LAVA TOGA EM RISCO Saiba mais

Vieira reforçou que o objetivo da CPI não é criar crise alguma com o Judiciário.

“A CPI é necessária. O radicalismo não.”

Leia também:

“O Brasil não vai parar com a Lava Toga”

“Não existe crise entre os Poderes. O que existe é uma crise dos poderosos”

Comentários

  • wanderlei -

    O presidente do senado ficar cheio de melindres para exercer a função para qual é regiamente pago é um desplante. Está com medo do que e de quem? Represente o povo kgão!

  • Dirce -

    Adorei a frase: Não existe crise entre os poderes, o que existe é uma crise dos poderosos. Corretíssimo !!!

  • AMAURI -

    Quem está criando crise, já há muito tempo, são os Tribunais Superiores (STF, STJ e TSE), ao protegerem bandidos, usurpando competência, e chantageando quem os critica.

Ler 65 comentários