Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

CPI quebra sigilo de Allan dos Santos e de outros seis donos de sites bolsonaristas

A suspeita da comissão é que os “influenciadores digitais” tenham recebido dinheiro público para se posicionar a favor do presidente da República
CPI quebra sigilo de Allan dos Santos e de outros seis donos de sites bolsonaristas
Foto: Adriano Machado/Crusoé

A CPI da Covid determinou a quebra dos sigilos bancário e fiscal blogueiro Allan dos Santos e dos donos de outros seis sites bolsonaristas.

Além de Allan dos Santos, entraram na mira da CPI Raul Nascimento dos Santos (Conexão Política), Paulo Enéas (Crítica Nacional), José Pinheiro Tolentino Filho (Jornal da Cidade), Tarsis de Sousa Gomes (Renova Mídia) e as produtoras LHT HIGGS LTDA (Brasil Paralelo) e Farol Produções Artísticas, responsável pelo site Senso Incomum.

O pedido de quebras de sigilo é retroativo ao início do ano de 2018.

A suspeita da CPI é que esses blogueiros e “influenciadores digitais” tenham recebido dinheiro público para se posicionar a favor do presidente da República em ações de enfrentamento à pandemia de Covid.

Mais notícias
TOPO