CPI quebra sigilo de suspeitos de receber propina em fábrica de remédios de SP

A CPI que investiga irregularidades na fábrica de remédios da Furp, estatal do governo paulista, aprovou a quebra do sigilo telefônico de três ex-servidores suspeitos de terem recebido propina da Camargo Corrêa.

Os três foram citados na delação premiada da empreiteira fechada com o Ministério Público de São Paulo.

Leia a reportagem de Fabio Leite na Crusoé:

CPI quebra sigilo de suspeitos de receber propina em fábrica de remédios de SP

Relatos explosivos dos empreiteiros sobre a construção de prédios de tribunais em Brasília. LEIA AQUI

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. Wolfpack disse:

    QWxndWVtIHRlbSBxdWUgaW52ZXN0aWdhciBlc3RhcyBmYXJtYWNldXRpY2FzIHBhdHJvY2luYWRvcmVzIGRlIHJlbelkaW9zIG5hIFN0b2NrIENhci4gIE11aXRvIGRpbmhlaXJvIGRlc3RhcyBlbXByZXNhcyBlbSBjb3JyaWRhcyBkZSBjYXJyby4=

Ler comentários
  1. Izabel disse:

    RXNzYXMgQ1BJcyBz8yBnYXN0YW0gZGluaGVpcm8gZSBu428gaW52ZXN0aWdhbSBuYWRhIQ==

    1. TWV1cyBEZXVzISBBdOkgY29tIHJlbelkaW9zPyBTZXLhIHF1ZSBvIHNlciBodW1hbm8gYWluZGEgdGVtIGNoYW5jZT8/Pz8/Pw==