Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

CPI vai ao Supremo contra investigação da PF sobre vazamento

Abertura de inquérito para apurar vazamento de depoimentos foi informada em notam ontem pela PF, o que irritou os senadores
CPI vai ao Supremo contra investigação da PF sobre vazamento
Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

A cúpula da CPI da Covid decidiu recorrer ao Supremo contra a investigação aberta pela Polícia Federal para apurar supostos vazamentos de depoimentos do inquérito que apura denúncia de prevaricação de Jair Bolsonaro.

Eles alegam que se trata de uso da máquina pública para obstruir os trabalhos do colegiado. Os senadores também cobram uma resposta pública por parte de Rodrigo Pacheco.

Fabiano Contarato (Rede-ES) disse que o ato é “inadmissível” e representa uma tentativa de intimidação. “Temos que dar um basta nisso. Não podemos permitir isso.” Randolfe Rodrigues (Rede-AP), vice-presidente da CPI da Covid, comparou o ministro da Justiça, Anderson Torres, a Franz Gürtner, ministro da Justiça de Adolf Hitler.

A PF informou sobre a abertura do inquérito em nota pública, divulgada no fim da tarde. No texto, a corporação tentou justificar o encerramento abrupto do vídeo do depoimento de Eduardo Pazuello. Trecho em que o ex-ministro citaria Luís Miranda e Jair Bolsonaro teriam sido editados.

“Essas coisas não vão nos intimidar, não adianta. Vamos investigar haja o que houver”, declarou o relator da CPI, Renan Calheiros (MDB-AL). Ao final da sessão desta quarta-feira (4/8), a CPI determinou que a secretaria da comissão acionasse a Advocacia do Senado.

 

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO