Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

CPI vai pedir explicações ao Ministério da Saúde sobre intervalo das vacinas da Pfizer

Pela recomendação da Pfizer, o intervalo entre a primeira e a segunda dose do imunizante é de 21 dias, mas o Ministério da Saúde estabeleceu 12 semanas
CPI vai pedir explicações ao Ministério da Saúde sobre intervalo das vacinas da Pfizer
Foto: Reprodução/Tv Senado

O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) apresentou à CPI da Covid requerimento de informação para que o Ministério da Saúde apresente os estudos científicos que justifiquem a ampliação do intervalo entre a primeira e a segunda dose da vacina da Pfizer contra Covid.

Pela bula, a recomendação da Pfizer é que seja adotado o intervalo de 21 dias entre a primeira e a segunda dose. Mas o Ministério da Saúde estabeleceu que as duas doses tenham intervalo de 12 semanas.

Além disso, o senador pede explicações ao Ministério da Saúde sobre o plano de distribuição e logística da vacina e o inventário de refrigeradores capazes de armazenar o imunizante. A vacina da Pfizer é desenvolvida com uma técnica nova, com base no RNA do vírus e precisa ser armazenada em temperatura de -70ºC.

Leia mais: Na edição especial do final deste 2020 tão desafiador, a revista tem a honra de publicar conteúdos de articulistas brilhantes e com atuação importante nas suas especialidades.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO