CPMF de Guedes é incógnita, mas governo vai tentar

CPMF de Guedes é incógnita, mas governo vai tentar
Foto: Jane de Araújo/Agência Senado

O governo de Jair Bolsonaro não desistiu de criar um tributo sobre pagamentos eletrônicos para bancar o novo Bolsa Família e a desoneração da folha de pagamento. A bancada do Novo já avisou que é contra.

O líder do governo na Câmara, Ricardo Barros, não entrou em detalhes e só disse o seguinte a O Antagonista:

“Não sabemos ainda se será possível.”

A CPMF de Paulo Guedes é uma incógnita, mas que o governo vai tentar emplacá-la, vai.

Leia mais: Exclusivo: a casa secreta de Brasília onde ministro conspira contra ministro
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 29 comentários
TOPO