Crime do colarinho branco

A PF revelou que a Odebrecht usava a cervejaria Itaipava, sua sócia no banco do Caribe, para distribuir propina.

Benedicto Júnior, ontem à noite, confirmou tudo.

É uma notícia devastadora para a ORCRIM.

Releia, por favor:

ELE É O NÚMERO 1

A parceria entre Odebrecht e Itaipava para pagamentos a políticos esclarece de uma vez por todas que Lula não é Brahma – ele é Itaipava.

Foi o que dissemos aqui:

“Lula, em novembro de 2013, ganhou 300 mil reais de Walter Faria para dar uma palestra na Itaipava.

Ele deu outra palestra na cervejaria em 17 de abril deste ano.

Na ocasião, Lula disse sobre o Petrolão:

‘Quem roubou está sendo preso e não pode ser confundido com outras pessoas.’

O presidente da OAS chamava Lula de Brahma. Ele o confundiu com outra pessoa. Lula é Itaipava”.

E aqui:

“Lula salvou Walter Faria, o dono da Itaipava, da falência, concedendo-lhe empréstimos escandalosos por meio do Banco do Nordeste.

Mas Walter Faria também salvou Lula.

Em 2006, Marcos Valério chantageou o PT. Ele queria dinheiro para não envolver Lula no mensalão. Walter Faria apresentou-se, então, como o salvador petista. Ele contratou Marcos Valério como seu consultor, com um salário de 200 mil reais mensais, e instalou-o num escritório ao lado do seu.

Se Dilma Rousseff, em 2014, recebeu dinheiro roubado da Petrobras vindo de Walter Faria, o mérito é de Lula. Se ela for cassada por causa disso, o mérito é, mais uma vez, de Lula”.

E aqui:

“Todo mundo sabe que Fábio Luís Lula da Silva é dono do canal PlayTV, controlado pela Gamecorp.

O que pouca gente sabe é que a Cervejaria Itaipava, do Grupo Petrópolis, é praticamente a única anunciante do canal.

O outro anunciante da PlayTV é o energético TNT, do mesmo grupo Petrópolis de Walter Faria”.

E aqui:

“A publicidade das marcas do Grupo Petrópolis na PlayTV, de Lulinha, se soma ao patrocínio do mesmo grupo ao Torneio Touchdown, de Luleco, e à contratação da palestra motivacional de Lula.

Sem esquecer, é claro, do financiamento da campanha de Dilma Rousseff”.


CERVEJA, CONCRETO E PROPINA

A Polícia Federal elaborou um relatório específico sobre as palestras de Lula para o Grupo Petrópolis, de Walter Faria. O ex-presidente foi contratado, por exemplo, para inaugurar a fábrica da Cervejaria Itaipava em Alagoinhas, na Bahia.

Quem banca o deslocamento de Lula (jatinho+helicóptero) é a Odebrecht, responsável pela obra física da fábrica da Itaipava. A Lava Jato desconfia da parceria entre os dois grupos, que eram sócios num banco no Caribe usado para repasses de propina.

Emílio e Marcelo Odebrecht estavam previstos no evento.


Faça o primeiro comentário