Crise entre Ramos e Salles explodiu após telefonema

Crise entre Ramos e Salles explodiu após telefonema
Foto: Isac Nóbrega/PR

O desgaste na relação entre Ricardo Salles e Luiz Eduardo Ramos não é recente e tem se intensificado desde agosto, após o governo realizar um remanejamento orçamentário para financiar obras de Rogério Marinho, Tarcísio Freitas e do Centrão.

O Antagonista apurou que o ápice da crise ocorreu ontem, uma hora antes de Salles chamar Ramos nas redes sociais de “Maria fofoca”.

O ministro do Meio Ambiente telefonou ao articulador político por volta de 21h. Salles acreditava que o colega havia plantado uma nota no Globo, numa tentativa de desgastá-lo.

Na rápida conversa, Ramos negou que estivesse tentando derrubar o ministro, mas criticou sua atuação na condução da política ambiental.

Em agosto, Jair Bolsonaro determinou à equipe econômica que conseguisse R$ 6,5 bilhões para investir em obras de infraestrutura do Pró-Brasil. Paulo Guedes coordenou, então, um remanejamento nos orçamentos de diversas pastas, após negociação com Ramos e Braga Netto (Casa Civil).

O problema é que o Ministério do Meio Ambiente acabou perdendo R$ 60 milhões. Salles reagiu, alertando publicamente que estava interrompendo as operações de combate a queimadas por causa do corte e culpou os ministros palacianos.

A medida foi aplaudida pelos filhos de Bolsonaro e integrantes da ala ideológica.

Hoje, para esfriar a crise, Bolsonaro conversou com Ramos pela manhã e o convidou para acompanhá-lo em um evento na Base Aérea de Brasília. Nas fotos da cerimônia divulgadas pelo Planalto, Ramos aparece sempre ao lado do presidente.

No Planalto, acredita-se que Bolsonaro, por ora, não demitirá nenhum dos dois ministros. Ramos e Salles têm a confiança do presidente, e o ministro do Meio Ambiente conta com o apoio da ala ideológica.

Leia mais: A verdadeira sabatina de Kassio Marques.
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 49 comentários
TOPO