Cristiano Zanin, uma flor da correção

Um dos advogados de Lula, Cristiano Zanin, deu entrevista à Folha.

Leiam o que ele disse:

“Em um ofício remetido pelo juiz Moro ao Supremo Tribunal Federal no dia 29 de março, o juiz fez 12 acusações contra o ex-presidente Lula e as pessoas que participaram das conversas telefônicas. Nesse momento, o juiz sai da figura do juiz imparcial e passa a ser um juiz acusador, figura incompatível com as garantias constitucionais do devido processo legal.”

Cristiano Zanin é uma flor da correção. Além de acusar Sergio Moro de ser “parcial”, ele tenta processar O Antagonista por ser uma “associação criminosa”.

Cristiano Zanin é sócio de Roberto Teixeira, compadre de Lula.