Cristina Kirchner pede nulidade de ‘Lava Jato’ argentina

Acusada de corrupção, Cristina Kirchner entregou hoje uma declaração por escrito ao juiz federal Claudio Bonadio e se negou a responder às perguntas do magistrado.

A ex-presidente da Argentina, hoje senadora, contestou a competência do juiz –responsável por cinco dos seis casos em que ela é acusada– e pediu que a acusação em questão, de pagamento de propina, seja anulada por fazer “uso de provas ilegais”.

Cristina também se disse vítima de um “plano político, judicial e midiático contra líderes progressistas da América Latina”.

Impressionante como discurso de petista é igualzinho em qualquer lugar.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 48 comentários
  1. E não existe a URSAL (não necessariamente com este nome) ??? Essa fala de Kirchner (e tantos outros como Maduro, Evo e cia) não deixa claro que a extensão do crime esquerdista é continental???

  2. E então não existe a URSAL (não necessariamente com este nome) ??? Essa fala de Kirchner (e tantos outros como Maduro, Evo e cia) não deixa claro que a extensão do crime esquerdista é continental???

  3. É mais uma que vai defender que sua prisão será sem provas!!! Mais uma lição tirada desse maldito foro de São Paulo que de nada serviu senão para organizar quadrilhas latino-americanas.

  4. Esse discurso é igualzinho com todos Vermelhos Escarlates Bolivarianos Atrasados filiados ao Foro de Havana/São Paulo criado pela Cartilha do PCC, Partido Comunista Cubano.

  5. Madame K age como todos os ladrões pegos em casos de corrupção, a culpa não é de quem recebeu a propina mas de quem deu. A pessoa é invariavelmente vítima de perseguição ou de complô e “progressista”

  6. Lá funciona ….Aqui , ainda estamos assistindo nossa brilhante Corte tolerar as piadas do Pinguço preso . Estão em dúvida se o cara pode ou não ser candidato a presidente . E a laddra Dilma solta .

  7. Esse caso na Argentina, Cristina e Cachaceiro presidiário não mera coincidência. A culpa é do juiz, CIA, FBI, etc. , mas não do acusado que só roubou para seu “povo” kkkkkkk