Cristovam Buarque: “Estão querendo jogar uma bomba no colo do próximo presidente”

Cristovam Buarque se manifestou contra o aumento do salário dos ministros do Supremo. Ele alertou para o risco de se cometer uma “irresponsabilidade fiscal”.

“É por isso que perdemos a eleição. Estamos desconectados da realidade do povo. Ninguém quer essa indecência. Eu votei pelo impeachment de Dilma e o que estamos fazendo aqui é uma pedalada explícita.”

O senador, que não foi reeleito, disse que não votou em Jair Bolsonaro, mas sabe que o aumento provocará impacto negativo no orçamento do próximo governo.

“Vai ver estão querendo jogar uma bomba no colo do próximo presidente. Não votei em Bolsonaro, mas não esperem que eu prejudique o meu país. E ainda mais grave é votarmos isso secretamente.”

A grande imprensa está, é claro, atrasada no episódio do convite de Bolsonaro a Sergio Moro... LEIA AQUI

Temas relacionados:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 14 comentários
  1. Cristovam falou a verdade aqui, isso é pedalada do Congresso quero ver a galera ir pra rua e pedir a cabeça de todos os bandidoss que votaram nessa merda, sem piedade pra esses vagabundos

  2. Atenção MBL, Vem pra Rua e outros movimentos populares: a CASSAÇÃO de RENAN tem que ser nossa próxima agenda, prioritária, urgente, pressão diuturna para a cassação e prisão do canalha.

  3. É brincadeira de mau gosto com dinheiro publico, esta na hora do Bolsonaro legal e politicamente começar a preparar para o enftentamento desses marajas do judiciario e Ministerio Público

  4. Tem que acabar esse negócio de atrelar salário de uma categoria com outra; Não pode, só porque juiz do Supremo ter aumento, todo mundo do judiciário ter salário igualmente. Cada macaco no seu ga