Cristovam: “Chegou tarde”

Cristovam Buarque, sobre a cartinha de Dilma Rousseff:

“Não foi uma carta aos senadores. Foi uma cópia de ‘mensagem’ ao Senado e ao povo, sem qualquer personalização. Chegou tarde. Não apresenta nada que nos indique como tirar o Brasil da crise que o governo dela nos deixou.”

Faça o primeiro comentário