ACESSE

CRUSOÉ: A BANDEIRA BRANCA DO GENERAL

Telegram

O ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, negocia o acordo entre Jair Bolsonaro e o STF.

Diz a Crusoé:

“O governo está disposto a outros acenos no esforço para distensionar a relação com o Supremo. Aliados do presidente cogitam até excluir Moraes dos próximos protestos, de modo a não acirrar ainda mais os ânimos. Pelo sim, pelo não, ao menos publicamente Bolsonaro recomendou a apoiadores que não promovessem atos neste domingo. Também foi deflagrada uma articulação capaz de resultar na saída do ministro da Educação, Abraham Weintraub, do governo. O ministro não pretende pedir demissão, mas reconhece a pessoas próximas que está mesmo na linha de tiro – entregar sua cabeça seria uma forma de o Planalto amainar a ira do outro lado da Praça dos Três Poderes (…).

Apesar de hasteada a bandeira branca, no STF é sedimentada a percepção de que, se Azevedo e outros bombeiros do Planalto não atuassem como freio e contrapeso de Bolsonaro, o presidente ultrapassaria o limite da responsabilidade. O temor é que, se a crise recrudescer, o general não seja capaz de frear os ímpetos autoritários do chefe.”

Leia a reportagem completa de Sérgio Pardellas aqui.

Leia também: Até quando ele conseguirá frear Bolsonaro?

Comentários

  • Gema -

    Se ministro da educação sair com certeza entrará outro pior, ou entrará mais um fardado ?governo Bolsonaro não cabe pessoas competentes .

  • Maria -

    Não adianta absolutamente nada qquer emissário do governo propor um armistício c/ os outros poderes, porque Bolsonaro e sua verborragia descontrolada sempre coloca tudo a perder.

  • Orlando -

    Já não adiante - essa vontade de querer mudar agora não vai eliminar as cicatrizes deixadas pelas loucuras quase diárias do presidente

Ler 42 comentários