Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Crusoé: o mercadão de emendas

Corre no Supremo investigação sobre três deputados e um senador suspeitos de participar de um esquema de “compra e venda” de emendas parlamentares
Crusoé: o mercadão de emendas
Capa: Rodrigo Freitas/Crusoé - Foto: Fred Cardoso/iStock/Getty Images

A reportagem de capa da nova edição da Crusoé trata de uma investigação que corre em sigilo no Supremo Tribunal Federal sobre uma criativa modalidade de corrupção. Segundo as apurações preliminares, pelo menos três deputados e um senador são suspeitos de participar de um esquema de “compra e venda” de emendas parlamentares no Congresso.

“O esquema funcionaria da seguinte forma: o parlamentar paga uma espécie de ‘pedágio’ para que seus pares destinem suas emendas para os municípios que ele controla. Quando o dinheiro chega na ponta, ou seja, na prefeitura, ele é desviado por meio de contratos fictícios para empresas ligadas ao político comprador das emendas. E assim a roda gira para que polpudas verbas públicas parem nos bolsos tanto do parlamentar vendedor quanto do que adquiriu as emendas e, ao mesmo tempo, retroalimentem a engrenagem da corrupção.”

São investigados o senador Eduardo Gomes (MDB/TO) e os deputados Josimar de Maranhãozinho (PL/MA) e Pedro Lucas Fernandes (PTB/MA).

“As verbas negociadas fazem parte do orçamento secreto, abastecido pela emenda de relator criada pelo governo para compra de apoio político. Mas não só. São obtidas também por meio das tradicionais emendas impositivas.”

Leia a reportagem completa em Crusoé, assine a revista e apoie o jornalismo independente.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO