Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Crusoé: o tarefeiro predileto de Jair Bolsonaro

Subserviência de Braga Netto lhe garante posições estratégicas no governo Bolsonaro, mas provoca estrago na imagem das Forças Armadas
Crusoé: o tarefeiro predileto de Jair Bolsonaro
Foto: Isac Nóbrega/PR

“Ao assumir o Ministério da Defesa em abril deste ano, o general Walter Braga Netto virou o tarefeiro predileto de Jair Bolsonaro, diz a Crusoé, em reportagem desta edição — já disponível para assinantes. Segundo a revista, a relação entre general e presidente vai além do “um manda, outro obedece” personificado pelo ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello.

“Hoje, no Palácio do Planalto, Braga Netto obedece ao presidente antes mesmo de ele mandar. O desfile dos blindados fumacentos na terça-feira, 10, foi um exemplo dessa, digamos, subordinação sem reservas. Calculada para afrontar simbolicamente o Judiciário e intimidar o Legislativo, que votaria horas depois a PEC do voto impresso, uma pauta bolsonarista criada para lançar dúvidas sobre as eleições do ano que vem, a carreata mostrou que o presidente não está sozinho na alopragem.”

Para as Forças Armadas, o desfile significou uma desmoralização e mais uma demonstração da enrascada em que muitos fardados se enfiaram ao apoiar Bolsonaro e integrar seu governo.

 

“Antes de transformar o Ministério da Defesa em puxadinho do Planalto e de virar um dos mais influentes ministros da Esplanada dos Ministérios já no comando da Casa Civil, Braga Netto passou por cargos estratégicos na hierarquia militar.” Mas mostrou seu verdadeiro talento ao trocar a farda pelo terno.

Leia a reportagem completa na Crusoé, assine a revista e apoie o jornalismo independente.

Mais notícias
TOPO