Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Crusoé: um partidão para 2022

Fusão entre DEM e PSL pode formar o partido mais rico do Brasil e patrocinar uma candidatura alternativa a Lula e Jair Bolsonaro
Crusoé: um partidão para 2022
Foto: Orlando Brito/Democratas

O maior e mais rico partido do país pode estar para nascer, diz a Crusoé.

“Fruto da cada vez mais irrefreável fusão entre o DEM e o PSL, o partido em gestação nascerá sob um discurso que soa como música aos ouvidos de parte do eleitorado ainda órfão de um candidato à Presidência em 2022. A nova legenda ainda nem sequer foi batizada, mas seus idealizadores já projetam uma bancada com 81 deputados e sete senadores, um tempo de TV de 1 minuto e 43 segundos e um caixa eleitoral – somando os fundos eleitoral e partidário – de 1 bilhão de reais.”

Para integrantes das legendas, a fusão garantiria o cacife para ser um player decisivo na sucessão presidencial e presença marcante nas principais rodas de negociação para 2022.

“Hoje, seu nome mais forte é o de Luiz Henrique Mandetta. Embora registre 4% no último Datafolha, um levantamento em poder do DEM mostra que o ex-ministro da Saúde pode chegar aos dois dígitos até maio, se o seu nome for bem trabalhado. […] Ele tem concorrência. Surge como alternativa o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco. Mas, além de ser pouco conhecido nos rincões do país, Pacheco é considerado politicamente ‘insípido, inodoro e incolor’.”

Leia mais aqui.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO