ACESSE

Cuba ataca Bolsonaro

Telegram

O presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canel, atacou Jair Bolsonaro, acusando-o de agir de forma “soberba e insensível” no caso do Mais Médicos.

Ele disse também, segundo a AFP:

“Não tínhamos outra opção a não ser retirar Cuba do programa. Era impossível ficarmos de braços cruzados diante um governo incapaz de entender que nossos médicos chegaram ao seu país motivados pela vontade de servir ao povo. Durante a despedida, todos receberam lágrimas e abraços dos milhares de brasileiros de coração nobre e valores humanos superiores ao do novo presidente.”

Operação Lava Toga: a chance de limpar o Judiciário. SAIBA MAIS

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 200 comentários