A cultura da propina

Marta Suplicy recebeu propina da CDN, segundo Renato Pereira, delator da Lava Jato.

O Globo conta que a CDN ganhou 25,7 milhões de reais em contratos do Ministério da Cultura na gestão de Marta Suplicy.

Em troca desses contratos, a CDN pagou as despesas da pré-campanha de Marta Suplicy à prefeitura de São Paulo.

Diz a reportagem:

“O marqueteiro disse ter sido procurado em dezembro de 2014 por Renato Ganhito, atual vice-presidente de Desenvolvimento de Negócios da CDN, que dizia falar em nome de Marta. Ganhito intermediou encontros de Pereira com a senadora na casa dela, em São Paulo, no ano seguinte, para discutir o cenário e prepará-la para as eleições, de acordo com o relato.

Segundo o delator, a empresa Ideia Inteligência (atual Ideia Big Data), de Maurício Moura, formatou pesquisas de opinião, em custo estimado entre R$ 160 mil e R$ 180 mil, pagos pela CDN. Pereira diz ter cobrado R$ 70 mil por seus serviços.

Os resultados do trabalho foram apresentados em reunião na casa de Marta, em maio de 2015, com a presença do marido dela, Márcio Toledo, segundo o relato. O delator apresentou à Procuradoria-Geral da República três notas fiscais emitidas por sua empresa Rumo Norte, referentes ao serviço prestado à CDN.”

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;

Ler 26 comentários
  1. Novamente, o Ministério da Cultura é uma caixinha de surpresas. Má surpresas. Querem escândalo, investiguem a gerência dos funcionários do MinC na aprovação de projetos na Instrução normativa antiga. Aliás, advinha porque sairam com uma nova instrução normativa (2017)? agora o poder está todo nas mãos desses funcionários. O sistema com pareceristas era falho, mas era muito melhor do que o que acontece hoje. Investiguem! Antes o sistema tentava se aproximar do que de melhor funciona no Brasil, dos pareceres científicos dados pela FAPESP, por exemplo. Hoje, é um controlado por meia dúzia de funcionários.

  2. Quando a filha primogênita Lurian passou um tempo em Paris , foi hospedada pelo então casal Marilia Andrade ( daAndrade Gutierrez) e o pré marido de Marta Suplicy o tal ítalo-argentino lobista na Europa e América do Sul de vulgo Luiz Favre . As ligações do PT com a empreiteira são, portanto bem mais antigas do que parecem … A tal hospedagem para a filha de Lula é fato ocorrido há quase 30 anos . O que deve ter rendido para as hostes petistas esse agrado é inimaginável .

  3. Tem uma regra entre os ladrões do dinheiro público (principalmente em Brasília): 20% de toda a propina tungada é reservada para, 10% advogados, 10% para ministros do STJ e STF!
    Todo mundo ganha!

  4. Observação: Nem O Globo ou outros jornais não noticiaram sobre a invasão do MST em uma propriedade na Bahia causando imenso prejuízo. Antagonista favor focar nesta invasão temos de cobrar uma posição das autoridades contra essa facção criminosa.

  5. Tá aí uma coisa que admiro no Eduardo Suplicy; o cara é um bobalhão, capaz de tudo p/ aparecer , mas não é ladrão. Apenas mais um cornomanso de carteirinha. Enquanto a Marta , ah , deixa quieto. ..

    1. CARO, A FORTUNA DO SUPLICIO PERTO DA SONA MARTA SCHMIT VASCONCELOS É GRANA DE PINGA !SABIA ?
      O QUE TEM DE SER INVESTIGADO SÁO AS RELAÇOES DA CDN E DE SEU FUNDADOR COM O PODER DESDE FHC PRESIDENTE !!

  6. Ao trabalho, Receita Federal!
    Na última década, aqueles que aplicaram em peças de cerâmica chinesas embolsaram ganhos de 77%; em jóias, 156%; em relógios, 82%; em vinhos, 176%; em veículos, 456%; e 227% em moedas raras. Mas, também, quando não aplicam em investimentos que exigem coragem recorrem à filantropia (ONGs).
    Nouriel Roubini, professor de Economia na Escola Stern de Nova York, sustentou: “Queiram vocês ou não, a arte é utilizada como veículo de evasão tributária”.
    Martin Roth, diretor do Museu V&A de Londres completou que, “é uma camuflagem que é denominada arte, mas, na realidade, é uma lavagem de dinheiro. Uma operação que funciona como moeda mundial sem relaçâo nenhuma com o mundo da arte”.
    https://monitordigital.com.br/arte-de-sonegar-e-lavar-dinheiro

    1. Aécio e Temer eram oponentes, logo quem votou no Aécio não votou no Temer, não e? Por que os petistas nunca assumem que foram eles que elegeram o Temer?

    1. O gene da ladroagem está no coração petistas.todos ladroes. A cultura da imoralidade é como epidemia. Todo eleitor petista é conivente com a destruição do Brasil