Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

“Cultura é aquele pum produzido com talco espirrando do traseiro do palhaço”

“Cultura é aquele pum produzido com talco espirrando do traseiro do palhaço”
Foto: Adriano Machado/Crusoé

É de Regina Duarte, a sucessora do plagiador de nazista, a definição mais apropriada de cultura no governo Bolsonaro: “O pum produzido com talco espirrando do traseiro do palhaço”. 

A atriz não durou muito tempo como secretária especial de Cultura: entrou em março e saiu em maio, após um longo processo de fritura, com a promessa, ainda não cumprida, de um cargo na Cinemateca Brasileira

Antes de sair, a ex-global também protagonizou cenas dignas de novela durante uma entrevista na CNN brasileira: brigou com a atriz Maitê Proença, disse que havia uma “morbidez” no Brasil por causa da Covid-19 e minimizou os mortos durante a ditadura militar.

Infelizmente, Regina Duarte foi durante algum tempo a namoradinha perfeita do Brasil de Bolsonaro.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....