ACESSE

"Cumprir as leis não significa curvar-se à vontade dos parlamentares"

Telegram

O que significa “ativismo judicial”?

O vice de Raquel Dodge, Luciano Maria Maia, explicou perfeitamente.

Em seminário realizado no STJ, ele disse, segundo O Globo:

“As palavras não são neutras. E ‘ativismo judicial’ é uma expressão criada por quem não quer a atividade do Judiciário, lembrando que cumprir a vontade do Parlamento ou das leis não significa curvar-se à vontade dos parlamentares, dos que fazem as leis. Daí por que lutar pela independência do Poder Judiciário é afirmar a cidadania.”

 

Comentários

  • Cu -

    Gilmar não está errado, quando defende o texto constitucional, mas Gilmar está certo do que lhe pode acontecer se os políticos que o referendaram se emputecerem, assim como Temer não está errado, quando alega que, pouco a pouco, a conspiração aparece, mas Temer está certo de que é um grande canalha, pelo papo - na moita - que manteve com Vigaristeley Batista.

  • Oliveira -

    E deixar prescrever os processos contra parlamentares, demorar anos para julgar um parlamentar, permitir a imoralidade escatológica de que parlamentares mega-criminosos, genocidas e fraudadores da democracia, trabalhem no Congresso com tornozeleiras, tomem posse, façam campanha, cumpram prisões domiciliares etc., deveríamos chamar de que, senhores doutos representantes do embuste Judiciário?

  • Regina -

    Sra.presidente do STF..nos provê que não ja PASSIVIDADE no Judiciário... FAÇA ANDAR OS PROCESSOS E PUNA OS CORRUPTOS...AFINAL A SRA E PRESIDENTE SOMENTE PRA FAZER O AECIO CONTINUAR NO SENADO??? ME POUPE...CARMINHA VC ESTÁ ME SAINDO UMA PERFEITA PRESIDENTA

Ler 26 comentários