Cunha achacado

Eduardo Cunha recebeu 45 milhões de reais em propina de André Esteves.

A denúncia estava anotada num documento apreendido com o chefe de gabinete de Delcídio Amaral.

Delcídio Amaral era líder de Dilma Rousseff no Senado.

É mais do que evidente que o plano era usar essa denúncia – verdadeira ou falsa – para achacar Eduardo Cunha e impedir que ele acatasse o pedido de impeachment contra Dilma Rousseff.

Considerando o grau de proximidade entre Delcídio Amaral e André Esteves, é muito provável que o banqueiro participasse da trama.

A Eduardo Cunha só resta repudiar o achaque do governo e acatar o pedido de impeachment de Dilma Rousseff.

Faça o primeiro comentário