Cunha diz que atuou contra a MP 608

Eduardo Cunha convocou uma coletiva para se defender da acusação de ter recebido R$ 45 milhões para aprovar a MP 608, que beneficiaria o BTG Pactual, de André Esteves.

Ele explicou que propôs a inclusão de duas emendas à citada MP. Uma sobre o exame da ordem da OAB, sem relação com o tema central, e outra para suprimir o artigo terceiro da medida provisória que tratava justamente de benefícios a bancos em liquidação – no caso citado, o Bamerindus.

Faça o primeiro comentário