Cunha diz que seu ex-amigão Funaro mentiu

Hoje é dia de Eduardo Cunha — preso há mais de um ano, mas com a mesma postura de sempre — depor na Justiça Federal em Brasília no âmbito do esquemão do FI-FGTS da Caixa Econômica.

Na semana passada, Lúcio Funaro disparou seus venenos.

Agora está tendo de ouvir contrapontos de seu ex-amigão, que fala inicialmente ao juiz Vallisney de Oliveira. Segundo o deputado cassado, registra o Estadão, Funaro mentiu em sua delação premiada sobre encontros com Michel Temer.

“Esses três (encontros) que ele cita (na delação), ele nunca teve. Na minha frente, ele nunca cumprimentou o Michel Temer.”

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Ler 9 comentários
  1. Que Lúcio Funaro é um “criminoso contumaz”, todos nós sabíamos. Até Rodrigo Janot, que assim declarou!
    Mas, pelo que parece, Janot deu um grande “crédito de confiança” ao meliante e o premiou com a delação contra Temer e Cunha!
    Não podemos nos esquecer de que Cunha foi o primeiro político denunciado pelo PGR, tão logo aceitou o pedido de impeachment de Dilma! E Temer foi o presidente com coragem de negar a pretensão de Janot ao terceiro mandato na PGR!

  2. Caramba, Antagonistas! Aquela maracutaia falhada de vocês está cada vez mais exposta e desmoralizada, certo? Imagino o que estejam agora a pensar o Janot, o Pelella e o Marcelo Miller, hein? Vocês vão ter que fazer malabarismos nunca dantes feitos para tentarem livrar a cara deles. Boa sorte. Vocês vão precisar, mesmo – e muita.

    1. Grande parte da imprensa, hoje, atua para lançar suspeitas indiscriminadas sobre qualquer figura pública que não se encaixe nos seus interesses. Depois, com a sombra da suspeição, as pessoas atingidas que se lasquem para provar sua inocência!
      E temos a grande contribuição dos “vazamentos”, que têm o mesmo objetivo. É o que temos visto com a Lava Jato!
      O resultado é esse ambiente contaminado por “fake news” que se realimenta pela ação da turba!
      E, no final, se todos são culpados (como trabalhou Dr. Janot)……….todos serão inocentes!

Os comentários para essa notícia foram encerrados.