Cunha diz que seu ex-amigão Funaro mentiu

Hoje é dia de Eduardo Cunha — preso há mais de um ano, mas com a mesma postura de sempre — depor na Justiça Federal em Brasília no âmbito do esquemão do FI-FGTS da Caixa Econômica.

Na semana passada, Lúcio Funaro disparou seus venenos.

Agora está tendo de ouvir contrapontos de seu ex-amigão, que fala inicialmente ao juiz Vallisney de Oliveira. Segundo o deputado cassado, registra o Estadão, Funaro mentiu em sua delação premiada sobre encontros com Michel Temer.

“Esses três (encontros) que ele cita (na delação), ele nunca teve. Na minha frente, ele nunca cumprimentou o Michel Temer.”

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

Ler mais 8 comentários
  1. Que Lúcio Funaro é um “criminoso contumaz”, todos nós sabíamos. Até Rodrigo Janot, que assim declarou!
    Mas, pelo que parece, Janot deu um grande “crédito de confiança” ao meliante e o premiou com a delação contra Temer e Cunha!
    Não podemos nos esquecer de que Cunha foi o primeiro político denunciado pelo PGR, tão logo aceitou o pedido de impeachment de Dilma! E Temer foi o presidente com coragem de negar a pretensão de Janot ao terceiro mandato na PGR!

  2. Caramba, Antagonistas! Aquela maracutaia falhada de vocês está cada vez mais exposta e desmoralizada, certo? Imagino o que estejam agora a pensar o Janot, o Pelella e o Marcelo Miller, hein? Vocês vão ter que fazer malabarismos nunca dantes feitos para tentarem livrar a cara deles. Boa sorte. Vocês vão precisar, mesmo – e muita.

    1. Grande parte da imprensa, hoje, atua para lançar suspeitas indiscriminadas sobre qualquer figura pública que não se encaixe nos seus interesses. Depois, com a sombra da suspeição, as pessoas atingidas que se lasquem para provar sua inocência!
      E temos a grande contribuição dos “vazamentos”, que têm o mesmo objetivo. É o que temos visto com a Lava Jato!
      O resultado é esse ambiente contaminado por “fake news” que se realimenta pela ação da turba!
      E, no final, se todos são culpados (como trabalhou Dr. Janot)……….todos serão inocentes!