ACESSE

CUT procura Bolsonaro

Telegram

Em 14 de novembro, o presidente da CUT, Vagner Freitas, gravou um vídeo na porta da cadeia de Lula, anunciando:

“Não reconhecemos o senhor Bolsonaro como presidente da República”.

Agora ele meteu o rabo entre as pernas e disse para o El País:

“O vídeo que gravei em Curitiba foi um momento infeliz. Eu fiz uma fala e não penso isso (…). Bolsonaro foi eleito por 57 milhões de pessoas e vai tomar posse no dia 1º janeiro. A CUT vai procurar o governo para negociar os interesses dos trabalhadores.”

Este homem está definindo o futuro do país — e o seu. Você sabe o que ele pensa? Descubra AGORA

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 271 comentários