CVM condena Eike

Eike Batista foi condenado pela CVM e ficará impedido por cinco anos de exercer cargo de administrador ou de conselheiro fiscal de companhias abertas, informa a Veja.

É pouco e ele ainda poderá recorrer.