ACESSE

Dallagnol diz que "não há segredos" na Lava Jato

Telegram

Deltan Dallagnol, em entrevista ao Estadão, disse que “não há segredos” na Lava Jato:

“Todas as investigações e documentos estão registrados no sistema do Ministério Público, na Justiça Federal ou na Polícia Federal. Todos são sindicáveis. Todo ano a corregedoria faz uma inspeção e constata a regularidade do nosso trabalho. Dizer que a força-tarefa guarda segredos, investigações secretas, bancos de dados escondidos, é infactível e absurdo.”

Augusto Aras acusou os procuradores da força-tarefa de terem acumulado informações sobre 38 mil pessoas. Dallagnol respondeu:

“Esse é o número de pessoas físicas e jurídicas mencionadas em relatórios de inteligência financeira, as quais são suspeitas ou se relacionam com pessoas suspeitas de lavar dinheiro. Não é o número de investigados pela força-tarefa.”

Leia mais: Exclusivo: O 'blog' do Aras

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 44 comentários