ACESSE

Dallagnol: "O que vejo é um discurso interno para acabar com as forças-tarefas"

Telegram

Em entrevista à Rádio Gaúcha, o procurador Deltan Dallagnol disse que “surgiu um discurso muito forte contra as forças-tarefas” do Ministério Público.

Ele disse que Augusto Aras, procurador-geral da República, na prática, “asfixiou” a força-tarefa da Operação Greenfield, por exemplo.

“O que vejo é surgir um discurso interno para acabar com as forças-tarefas.”

Dallagnol lembrou que a Corregedoria do Ministério Público fez uma ampla análise das forças-tarefas deste ano e concluiu que o trabalho é “uma grande conquista, promovendo grandes avanços, fazem um grande trabalho significativo para a sociedade”.

“Então, a quem interessa isso? A quem interessa a criação dessas fake news, a criação desse discurso de gerar um ambiente propício para acabar com as forças-tarefas?”, perguntou o procurador.

Leia mais: A estratégia de Bolsonaro para chegar ao fim do mandato

Comentários

  • Glória -

    Interessa aos de sempre! Interessa jogar a pá de cal sobre a única coisa admirável que o Brasil fez nos últimos anos. É de estarrecer!

  • Maria -

    A pergunta de Dallagnol é retórica, ele e todos sabemos a quem interessa acabar c/ as forças tarefa. Interessa ao psicopata do Planalto e seus filhos, mais os amici milicianos e os ladrões do centrão.

  • MILA -

    A QUEM INTERESSA É PROS BANDIDOS---BOLSONARO TEM PAVOR DA LAVA JATO , FAZ TUDO PRA NÃO IR PRA CADEIA E OS PETRALHAS--OSPETRALHAS AGRADECEM ESSE PRESIDENTE BANDIDO

Ler 54 comentários