Damares cogita integrar Fundação Palmares

A futura ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, disse ao Estadão que estuda integrar à pasta a Fundação Palmares, cujo objetivo é preservar a cultura afro-brasileira.

“Estamos estudando isso. Pode ser que fique conosco. Temos que reconhecer o bom trabalho que essa fundação já fez. Esses povos existem, estão aí e não serão ignorados”, disse.

Atualmente vinculado ao Ministério da Cultura, o órgão certifica comunidades quilombolas, passo para acesso a programas sociais.

A deputada do barulho quer ser a capitã de Bolsonaro. Leia AQUI

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. Deviam acabar com estas fundações inúteis, somos um só povo, uma só história e uma só cultura, Independence de cor, credo, raça etc, só devia existir história e cultura brasileira.

Ler mais 19 comentários
  1. Deviam acabar com estas fundações inúteis, somos um só povo, uma só história e uma só cultura, Independence de cor, credo, raça etc, só devia existir história e cultura brasileira.

  2. Socialistas em Brasília não querem saber de médicos cotistas ou Cubanos, eles vêm para o HOSPITAL SÍRIO LIBANÊS, tratar-se com médicos formados na velha e boa MERITOCRACIA, e à nossa custa!!!

  3. Me parece que Damares vai aplicar os direitos humanos sem o viés ideológico.Amparar comunidades negras pobres não é utilizar essas pessoas como massa de manobra para objetivos ideológicos sombrio

    1. Mas aí é que está o problema, Fernando: é a falta de vontade própria. Muito depois deles vieram os europeus e japoneses, famintos, analfabetos e hoje são as grandes fortunas do país!

    2. E se alguém fosse ensiná-los a empreender plantando bananas (se é que só plantam isso)? Só precisam de orientação correta e acompanhamento. O resto, é vontade própria.