ACESSE

Alcolumbre animado para mudar as regras e tentar a reeleição

Telegram

Davi Alcolumbre não admitirá publicamente, mas não tira do horizonte o desejo de ficar mais dois anos à frente da Presidência do Senado.

Aos mais próximos, ele se diz otimista com essa possibilidade: fala que tem voto, que há “vontade política” para isso entre a maioria dos pares.

Para o assunto não se misturar com as questões que envolvem a pandemia, Alcolumbre pretende voltar a mexer os pauzinhos nos bastidores após o primeiro turno das eleições municipais, ainda marcado para outubro.

O senador, como já noticiamos, precisará mudar as regras atuais para tentar a reeleição, uma vez que a Constituição e o regimento interno da Casa não permitem dois mandatos consecutivos na mesma legislatura, como seria o caso.

Em fevereiro, O Antagonista revelou a carta na manga de Alcolumbre: um parecer da Comissão de Constituição de Justiça (CCJ) de 1998 que levanta a possibilidade de reinterpretação dos textos em vigor. Um dos aliados do atual presidente afirmou que “com certeza” a tentativa de reeleição de Alcolumbre será judicializada, mas o presidente “sabe disso e está tranquilo”, porque tem “muito boa relação com o STF”.

O desejo de Davi de ser reeleito — alguns senadores consideram uma “obsessão” — está ligado ao fato de o presidente do Senado querer fazer seu irmão prefeito em Macapá. Ele acredita que, no comando do Senado, poderá, digamos, ajudar muito mais o seu estado, impulsionado pelos laços familiares.

Em fevereiro, o site revelou como o grupo político de Davi Alcolumbre garantiu bilhões de reais da verba extra que jorrou do Ministério do Desenvolvimento Regional nos últimos dias de 2019: Macapá foi a cidade mais beneficiada com os recursos da União.

Leia também: EXCLUSIVO: MORO ATACA

Comentários

  • Guilherme -

    O povo jamais permitirá.

  • RICARDO -

    Servem a si mesmos. Apenas.

  • Marcio -

    O Brasil não pode aceitar isso. Mudar as regras para si próprio. Isso não é democracia. Fora Alcolumbre.

Ler 29 comentários