De Batista a Battisti

Pierpaolo Bottini e seu sócio Igor Tamasaukas levaram um susto com a prisão de Cesare Battisti, pois esperavam decisão do STF sobre um habeas corpus preventivo protocolado há tempos.

No mês passado, eles foram surpreendidos com a gravação da ‘conversa de bêbado’ de Joesley Batista e Ricardo Saud, que acabou levando à rescisão do acordo e à prisão dos empresários.

É só uma fase ruim, logo passa.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

  1. Ler mais 18 comentários
    1. Muita traição dos clientes. Há há Acho q Bottini devia mudar de profissão. Ou de clientes. Mexer com bandido é assim mesmo. $$$ sofrido Não pode ter escrúpulos. Mico atrás de mico, nível baixo, cachaça em boteco e por aí vai…

    2. Será que os dois levaram um susto, mesmo? Essa prisão está com todo o jeito de ter sido meticulosamente arquitetada, para impedir que esse canalha seja devolvido a seu país de origem.

    3. Quem levou um putha susto fui eu. Nossa, que medo dele fugir para a Bolívia. Bastaria um telefonema do nine para o índio cocaleiro e pronto. Tchau bambino.
      A propósito, onde esse maldito assassino consegue dinheiro para pagar a banca de advogados?
      Será que o pt criou também o “bolsa terrorista”?

      1. Se adivinhar ganha uma maria-mole. Esses dois causídicos são da “Patota” do Kakai e algumas outras “Bancas Iluminadas” dado ao excesso de conhecimento jurídico. Boa parte deles ou leciona ou faz cursos extensivos no IDP do Gilmar Mendes.
        Agora falando sério, talvez a OAB pudesse nos dar essa informação e explicar como funciona um HC preventivo.

      2. Foi o que pensei, quem paga os advogados!!! (Sigam o dinheiro).
        Outra pergunta, quem vazou que ele seria extraditado? (Se estava fugindo, provavelmente já sabia que não tinha mais chance de ficar por aqui).