Cármen Lúcia responde ao coronel Renan

A presidente do STF deu a merecida resposta a Renan Calheiros no episódio do “juizeco”:

“O que não é admissível aqui, fora dos autos, é que qualquer juiz seja diminuído ou desmoralizado”, disse Cármen Lúcia, ao abrir sessão do Conselho Nacional de Justiça.

“Todas as vezes que um juiz é agredido, eu e cada um de nós juízes é agredido. E não há a menor necessidade de, numa convivência democrática, livre e harmônica, haver qualquer tipo de questionamento que não seja nos estreitos limites da constitucionalidade e da legalidade”.

Touché.