De madre Teresa ao Comando Vermelho

O G1 contou a história da favela Kelson’s, ocupada hoje pelo Exército.

É um bom retrato da calamidade carioca:

“A comunidade da Kelson’s, na Penha, Zona Norte do Rio, recebeu a visita de madre Teresa de Calcutá, em 1982. Na época, a favela nem de longe parecia o que é hoje: 800 barracos de madeira onde se abrigavam cerca de 4 mil moradores em situações de pobreza extrema. Madre Teresa, que foi prêmio Nobel da Paz em 1979, foi à comunidade abrir um convento para atender os moradores (…).

Atualmente, a comunidade da Kelson’s tem cerca de 12 mil moradores e um comércio considerado de pequeno porte. Sua localização junto à Avenida Brasil e com uma saída para a Baía de Guanabara é vista como estratégica por criminosos.

Em 2006, a favela chegou a ser ocupada por uma milícia que expulsou traficantes de drogas da comunidade. Quatro anos depois, traficantes expulsaram os milicianos. A comunidade tranquila visitada por madre Teresa, atualmente, tem barreiras que dificultam o acesso das pessoas à região.”

Temas relacionados:

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

  1. Emerson disse:

    A intervenção da madre abriu as portas do inferno para a favela há 40 anos...a de Temer só vai terminar o que ela começou!

Ler comentários
  1. Resta Um... disse:

    As favelas cariocas foram formadas por 100% de nortistas e nordestinos que vieram em busca de um lugar melhor, do que a miséria em que viviam... Forneciam voto fácil para a quadrilha de políticos...que permitiram que as favelas se formassem... Deu nisso... Faltou planejamento urbano e respeito as leis de ocupação !!! Favelado adora uma mamata, terreno invadido barato, gato em energia e TV a cabo...

  2. Dr. P I R O C A disse:

    Ninguém mais apropriado para visitar uma favela do que Agnes Gonxha, vulgo Madre Teresa. Esquerdista corrupta, amiga de ditadores e governantes corruptos como ela, era uma mercenária que adorava dinheiro e nem queria saber de onde vinha, desde que fosse parar em suas contas bancárias. Quando morreu deixou milhões de dólares em contas na Suíça e Liechtenstein. Assistam ao documentário 'Hell’s Angel' de 1994, que mostra o lado pouco conhecido dessa monstra.

  3. Decálogo de Lenin disse:

    Resultado de 32 anos de "redemocratização". Redemocratização em mãos de esquerdistas... Queriam o que? Que a Kelson's fosse um cantão suíço? O socialismo destruiu o Brasil.

  4. RENATO OLIVEIRA disse:

    Essa entidades religiosas adoram fomentar a miseria é disso que elas se alimentam..e deixam o dejetos para os pagadores de impostos...levam as suas crenças ao extremos é o resto fica para a população..Veja o Prefeito do Rio de Janeiro..com uma vozinha baixinha sempre acreditando que tudo vai se resolver pela fé que ele possui....Vamos lá faltam só mais 2 anos e meio para mudar de novo.

  5. almahonesta disse:

    O Vampiro e sua corja vão expor as FFAA ao ridículo. Sabemos que o povo e os problemas nacionais são simples detalhes. O que importa é a manutenção do poder com sEUA benefícios e garantir o"foro" prá fugir de entraves. Alguém acredita realmente que "os profissionais" estejam preocupados com a gente ? É só ver o histórico (ou a história) nos últimos 1500 anos de BR. Pobre BR pobre...

    1. 1500 anos? Poxa, não sabia que o Brasil tinha sido descoberto em 513 DC. Deve ter a ver com o fim do Império Romano...

  6. Madre teresa disse:

    não era o que se pensa dela....vivia de explorar os pobres....pesquisem mais a vida desta senhora

  7. Marisa Gomes disse:

    Pois é... anteriormente às benções da monja, na década de 1970, a Kelson's era uma importante indústria de bolsa, malas, cintos, que empregava um grande número de trabalhadores. Muito simbólico que a primeira grande operação sob o Intervenção seja realizada naquela favela.

  8. Grilo Falante disse:

    Em suma: a origem de todos os problemas do Rio está na questão urbanística. Ou se acaba com essas favelas que são verdadeiros labirintos onde não dá para entrar viaturas da polícia, ambulâncias, correios, telerj etc. etc. ou de nada adiantará perder tempo com medidas paliativas. Favelas são o caos e ninguém conseguirá jamais administrar o caos. A intervenção que o Rio necessita é urbanística. Botar abaixo essas pocilgas humanas e reconstruí-las de forma planejada, de modo que o estado possa se fazer minimamente presente.

  9. Marcello Santo Nicola disse:

    Não tem solução pra cidade enquanto imensas partes do seu território forem terrenos invadidos com construções irregulares. Como ter respeito a lei em um lugar cuja existência é por si só uma irregularidade, quando não crime ambiental?

  10. ma disse:

    No inicio dos anos 80...Diálogo Interamericano com Fernando Henrique Cardoso. No início dos anos 90...Foro de São Paulo com Lula e Fidel Castro Depois disso, foi o Início do FIM.

    1. Kelson´s era uma fábrica de calçados e bolsas que funcionou ali por muitos anos.

  11. Ricardo disse:

    Favela é invasão. Toda invasão é prevaricação.

  12. Rogerio Faria disse:

    Os Governadores Lacerda e Negrão de Lima foram os únicos que tiveram a coragem de removerem estas metástases sociais chamadas favelas. Infelizmente as metástases cresceram e se alojaram nos corpos sadios, com a fusão (Guanabara e Rio) os favelados invadiram a antiga Guanabara. Que pelo menos a fusão sirva para alguma coisa. Removam estas favelas para o norte/noroeste fluminense, bem longe da Capital.

    1. Mas aí fica a questão de se é legal enviar pessoas para lugares onde não desejam estar. Deviam era usar os diversos terrenos públicos ociosos e construir habitações com infraestrutura decente. Em alguns casos, nos próprios terrenos onde estão as favelas, como na zona norte. E não permitir mais a favelização das áreas livres da cidade.

  13. LuisP disse:

    Com a íntervencao no Rio de Janeiro o PC está a festa pois com o enfraquecimento do comando vermelho ficará fácil tomar os morros e assumir o controle do tráfico em todo o estado dos Rio

  14. ITAMAR SILVA disse:

    Enquanto a população não vir os cadáveres de traficantes e (importante) suas armas apreendidas, toda esta movimentação esdrúxula, extravagante, vai parecer o mesmo fogo de artifício que bandidos soltam diante da presença da polícia. Guerra para ser guerra tem de ter muitos cadáveres dos generais do tráfico. Somente eliminando-se lideranças, os ratos grandes, os camundongos se retraem. Com os atuais meios disponíveis de whatsapp e fotografias, esta é a oportunidade de ouro da população denunciar onde os bandidos estão homiziados para que o Exército e a polícia os alcancem ou liquidem (dependendo do tipo de resistência).

  15. Hammer disse:

    Não existe essa divisão de "traficantes" e "milicianos". SÃO TODOS BANDIDOS, e devem se render incondicionalmente às FFAA interventoras, ou serem "devidamente neutralizados".

  16. O Libertário disse:

    Pois é. E passados 36 anos a favela só aumentou, em tudo que é negativo, claro. Já os políticos (que não podem ser "criminalizados" e por isso mesmo precisam manter o foro privilegiado) nesse mesmo período roubaram "zilhões" do povo carnavalesco e não carnavalesco também e seguem triunfantes e profissionais.