ACESSE

De Miller para Janot: "Suposições vazias e adjetivações sem substância não contribuem"

Telegram

Rodrigo Janot afirmou ao Estadão que Marcello Miller “já não estava mais na equipe quando fez as besteiras que fez” e que avalia que o ex-colega agiu “por uma ganância”.

O ex-procurador não deixou barato. Enviou as seguintes declarações ao jornal, reproduzidas na íntegra por este site:

“1. Não recebi remuneração da J&F por nenhuma atividade a ela relativa.

2. A remuneração que recebi na advocacia privada foi estritamente a prevista em contrato, sem nenhum acréscimo em razão de cliente algum.

3. Nada fiz por ganância: nem ir para a advocacia privada, nem preparar seu exercício em favor da J&F, depois de pedir exoneração do MPF. Reduzir a “ganância” o desejo de participar do que seria um dos maiores projetos de remediação de empresas jamais empreendidos reflete, no mínimo, escassez de análise.

4. Suposições vazias e adjetivações sem substância não contribuem para uma discussão sóbria. Trata-se de questões relevantes para a vida de um cidadão que – abstraída sua condição de ex-membro do MPF, muito tendo dado de si à instituição – tem direitos. Quem exerceu por quatro anos o cargo de Procurador-Geral da República poderia lembrar-se disso.”

Comentários

  • DRICO -

    Delata, Miller!

  • Brasileiro -

    Ihhhh... Tu ficou sujo na rodinha depois dessa. Vai ficar por isso mesmo, janó do pt?

  • Hugo -

    Entregue logo o Janot, Miller... Parem com esse joguinho bobo que ninguém cai.

Ler 37 comentários