Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

De novo, a ladainha de que Bolsonaro é 'espontâneo'

O Centrão, que nunca se lambuzou tanto do poder em Brasília, adora contemporizar os gestos e as falas do chefe do Executivo
De novo, a ladainha de que Bolsonaro é espontâneo
Foto: Reprodução/ redes sociais

Arthur Lira (foto, à direita), em entrevista à rádio Bandeirantes, ressuscitou a análise comportamental que lideranças políticas interessados na manutenção de Jair Bolsonaro (foto, à esquerda) no poder costumam fazer do presidente.

“O presidente tem uma maneira muito peculiar de agir e isso, nós já dissemos diversas vezes, atrapalha mais do que ajuda ele”, disse Lira.

“A maneira de se expressar, com muita espontaneidade, às vezes atrapalha na condução da política tradicional, na situação da acomodação da segurança econômica, da segurança política, da segurança jurídica”, acrescentou.

O presidente da Câmara, que não vai abrir processo de impeachment coisa alguma, ainda aproveitou para animar Bolsonaro à reeleição.

“Agora é ele trabalhar para consolidar uma melhora na economia, trazer de volta alguns eleitores que eu não acredito que sejam de esquerda e que se afastaram um pouco dele observando o momento.”

É bastante confortável para o Centrão tachar Bolsonaro apenas como alguém “espontâneo”. Nem sequer nos melhores sonhos, Lira e sua turma poderiam imaginar mandar e desmandar tanto em Brasília.

Mais notícias
TOPO