ACESSE

De saída, Vitor Hugo diz que foi 'decisivo' para garantir coronavoucher

Telegram

O deputado Ricardo Barros (PP) assumiu hoje o lugar de Vitor Hugo na liderança do governo de Jair Bolsonaro na Câmara.

Em um informativo com o balanço do período em que esteve na liderança, Vitor Hugo chama a atenção para a sua atuação na aprovação do auxílio emergencial pago pelo governo federal durante a pandemia da Covid-19.

“Graças à articulação decisiva do líder do governo, deputado Vitor Hugo (PSL-GO), a Câmara aprovou, em 26 de março, o projeto de lei que garantiu o pagamento, pelo governo Bolsonaro, do auxílio emergencial de R$ 600 aos trabalhadores informais e vulneráveis afetados pelos impactos econômicos da pandemia da Covid-19”, diz trecho do documento.

Bolsonaro e seu entorno estão tentando capitalizar ao máximo o pagamento do auxílio emergencial.

O deputado Marcelo Aro (PP), relator do projeto na Câmara, já disse em mais de uma ocasião, porém, que o Planalto não apoiou seu relatório “desde o primeiro momento”: leia mais aqui.

Leia mais: Por que os depósitos de Queiroz para Michelle Bolsonaro NÃO foram incluídos na investigação da 'rachadinha'? Estratégia

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 22 comentários