De volta ao Congresso

Deputados e senadores estão voltando a Brasília.

Fernando Rodrigues, no UOL, descreveu o que eles vão encontrar:

“Do Natal de 2015 até agora vigorou o seguinte cenário, propagado pelo governo e reproduzido ‘con gusto’ na mídia em geral:

1) ‘o impeachment perdeu força’;

2) o governo vai montar uma base de apoio mais robusta no Congresso;

3) a economia está quase no fundo do poço e pronta para se recuperar a partir do 2º semestre de 2016;

4) os dias de Eduardo Cunha como presidente da Câmara estão contados;

5) a população se cansou de protestar nas ruas.

Passado o Carnaval, eis o que é esperado:

1) alta do desemprego, quebradeira de empresas e redução do ‘feel good factor’ na população;

2) estagflação: inflação pressionada e economia em rota de desaquecimento, sem perspectiva de retomada. Mais rebaixamentos da nota de risco do Brasil;

3) ruídos sobre o impeachment voltando ao debate no Congresso;

4) disputa dura entre governo e Eduardo Cunha, cujo processo de perda de mandato vai tramitar possivelmente ao longo de todo o ano sem uma conclusão;

5) possível volta de manifestações de rua, turbinadas pela deterioração dos salários e dos níveis de emprego”.

Faça o primeiro comentário