Decisão de Fachin sobre delação de Cabral deve ficar para 2020

Edson Fachin deve deixar para 2020 a decisão sobre homologar ou não o acordo de colaboração premiada firmado por Sérgio Cabral com a PF, informa Fausto Macedo.

Segundo apurou o Estadão, o relator da Lava Jato no STF, que em tese poderia decidir sobre o caso nos próximos dias, quer mais tempo para analisá-lo.

Condenado 12 vezes na Lava Jato e preso desde novembro de 2016, o ex-governador do Rio assinou com a PF, em novembro, uma delação em que implica integrantes do Judiciário. Augusto Aras já se posicionou contra sua homologação.

 

OS NEGÓCIOS FENOMENAIS DE LULINHA. Leia aqui
Mais lidas
  1. Huck 2026?

  2. Médica de Rondônia ri de intubação de pacientes

  3. Bolsonaro: leite condensado é para 'enfiar no rabo' da imprensa

  4. Com recorde de mortes, Minas descarta quarentena

  5. Bolsonaro contradiz governador do AM e alega que governo não foi informado de falta de oxigênio

Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 3 comentários
TOPO