ACESSE

Decisão de Lewandowski estimula a falta de transparência, diz MBL

Telegram

Rubinho Nunes disse que é “bizarra” a decisão de Ricardo Lewandowski que rejeitou a ação do MBL para abrir os gastos de Jair Bolsonaro com o cartão corporativo.

“O Min. Lewandowski contrariou a decisão do próprio STF e negou acesso aos dados do cartão corporativo em MS que impetrei. A decisão bizarra estimula a falta de transparência e farra com o dinheiro do cidadão”, postou no Twitter.

“O mesmo pessoal que fala em fechar o STF é blindado por ele. Curioso…”, escreveu em seguida.

Como mostramos mais cedo, o ministro sequer chegou a analisar o mérito do pedido e negou seguimento à ação por motivos processuais.

Disse que o MBL não provou na ação que a recusa em fornecer os dados, via Lei de Acesso à Informação, ocorreu por ordem do presidente.

Leia mais: Por que eles saem da crise ganhando

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 26 comentários