Decisão de Toffoli beneficia réu na Furna da Onça

Telegram

O desembargador Paulo Espírito Santo, do TRF-2, suspendeu uma ação penal contra o vereador e ex-assessor parlamentar da Alerj Daniel Martins, acusado de corrupção na Operação Furna da Onça, a mesma que rastreou operações suspeitas no gabinete de Flávio Bolsonaro.

Baseou-se na decisão de julho de Dias Toffoli que mandou parar investigações abertas com base em dados do Coaf sem prévia autorização judicial.

Na semana passada, Marcelo Bretas, o juiz do caso na primeira instância, negou suspender o processo, por considerar que a ordem de Toffoli abarcava somente investigações.

Paulo Espírito Santo considerou que todo o caso foi deflagrado com informações do Coaf sobre a origem e destino de valores que passaram pelas contas de Daniel e, por isso, suspendeu a ação.

Ele também mandou soltar o ex-assessor, que estava preso desde novembro. Ele é suspeito de fazer entregas de dinheiro para o deputado estadual Luiz Martins.

Comentários

  • Lara -

    25 RUA pelo Impeachment do Tofoli.

  • MARCO -

    Efusivos cumprimentos ao Toffoli, defensor dos ricos e larápios!!! O que não se faz para se manter amigo do Presidente da Republica!!!!

  • Mario -

    Este é o resultado do momento vergonhoso por que passa o Brasil, decorrente da decisão desastrada de Toffoli. Lamentável é pouco!!!!

Ler 53 comentários