Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

"Decisão me entristece", diz Moro, sobre MPF defender arquivamento do caso do triplex

O ex-juiz reafirmou que agiu sempre dentro da lei, e que nunca teve nada pessoal contra o petista e minimizou acusações de conluio com os procuradores
“Decisão me entristece”, diz Moro, sobre MPF defender arquivamento do caso do triplex
Foto: Adriano Machado/Crusoé

Em evento de lançamento do seu livro “Contra o Sistema da Corrupção”, hoje à noite em São Paulo, Sergio Moro (foto) lamentou a decisão do MPF de não reabrir o caso do triplex de Lula.

“Essa decisão me entristece porque a gente vê um sistema de justiça que não decide o mérito. A justiça que não dá respostas para as pessoas”, disse Moro.

Mais cedo, como O Antagonista mostrou, a procuradora Márcia Brandão Zollinger afirmou que como Lula já tem 76 anos, o reinício do processo em Brasília demanda constatação objetiva de que a pena aplicada a ele já estaria prescritaEm uma petição de 17 páginas, o MPF afirma que “inexiste pressuposto processual para o oferecimento ou ratificação da denúncia”.

No evento, o ex-juiz reafirmou que agiu sempre dentro da lei, e que nunca teve nada pessoal contra o petista. “Em Curitiba tudo foi feito dentro da lei e não prejudicou ninguém”, disse.

Moro também minimizou acusações de bolsopetistas de que haveria conluio com os procuradores da Lava Jato. “Juiz conversa com procurador, com advogado, não há nada de errado nisso”, afirmou.

Além disso, Moro criticou a “postura ofensiva” de muitos advogados de réus da operação. “Estão exagerando. É preciso manter o respeito”, disse.

 

 

 

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....