Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Declaração de Mourão sobre Biden repercute mal no Planalto

Declaração de Mourão sobre Biden repercute mal no Planalto
Foto: Adriano Machado/Crusoé

A declaração de Hamilton Mourão em reconhecimento à vitória de Joe Biden repercutiu mal no Planalto. Segundo assessores palacianos, o vice-presidente contrariou a decisão de Jair Bolsonaro de manter silêncio até o fim das batalhas judiciais nos Estados Unidos.

“Quando o general Mourão fala, ele traz um peso para o governo. Não tem como dissociar o Mourão ‘indivíduo’ do Mourão vice-presidente”, disse um auxiliar presidencial a O Antagonista.

A relação entre Mourão e Bolsonaro apresenta desgaste desde o ano passado. Esta semana, porém, a indisposição do presidente chegou ao ápice, a ponto de Bolsonaro desautorizar o vice-presidente publicamente.

Em relação aos estudos para expropriar propriedades rurais e urbanas com registros de queimadas e desmatamentos ilegais, Bolsonaro foi enfático ontem ao dizer que a proposta era digna de “cartão vermelho”.

O estudo, revelado pelo Estadão, está descrito em um documento do Conselho da Amazônia, presidido por Mourão.

Bolsonaro também tem se irritado com as constantes declarações de Mourão na entrada do Palácio do Planalto. Segundo os assessores, as entrevistas diárias do vice-presidente são comparadas com o “cercadinho” de Bolsonaro no Alvorada, que foi abandonado para evitar polêmicas envolvendo o presidente.

Auxiliares presidenciais das alas ideológica e militar também acreditam que Mourão tem pretensões políticas para 2022, após Bolsonaro sinalizar que terá outro vice nas próximas eleições. “É o jogo jogado”, concluiu um assessor.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO