Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Defesa de acusado de matar Marielle recorre a decreto de Bolsonaro

Advogados do ex-PM Ronnie Lessa, acusado de tráfico internacional de armas, alegam que medida do presidente flexibilizou controle de material bélico no país
Defesa de acusado de matar Marielle recorre a decreto de Bolsonaro
Foto: Divulgação

Advogados do ex-PM Ronnie Lessa, acusado de matar Marielle Franco, e da mulher dele, Elaine Lessa, enviaram nova petição à Justiça Federal contra o processo que acusa o casal de tráfico internacional de armas, informa a BandNews.

Segundo a emissora, uma perícia da PF classificou como quebra-chamas o material bélico importado em 2017 para uma academia da qual o casal era sócio. A defesa de Lessa alega que o material é, na verdade, freios de boca, que não são produtos controlados pelo Exército.

Na nova petição, os advogados afirmam ainda que, caso o material fosse quebra-chamas, esse equipamento também não é mais controlado desde fevereiro deste ano, após um decreto de Jair Bolsonaro que flexibilizou o regulamento de produtos controlados no país.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO