Defesa de Flávio alega que 'qualquer familiar' de Bolsonaro pode acionar GSI contra investigação irregular

O advogado de Flávio Bolsonaro, Rodrigo Rocca defendeu, a O Antagonista, o acionamento do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) para apurar supostas irregularidades dentro da Receita na investigação sobre o senador.

Segundo ele, “qualquer familiar do presidente da República” pode acionar o órgão para denunciar problemas em apurações por órgãos do governo.

“Em se tratando de um filho de presidente da República, o GSI tem competência para investigar quem quer que seja, principalmente se se trata de um órgão da União”, afirmou.

“Não é que ele tenha acionado o GSI por conta da investigação [sobre a rachadinha], mas por irregularidades de órgãos ligados à União e a Presidência, que direcionaram a investigação e elaboraram documentos atípicos, com conteúdo e forma irregulares, e com o propósito de prejudicá-lo”, disse.

A Época mostrou hoje que as advogadas Luciana Pires, Juliana Bierrenbach, que também integram a defesa do senador, se reuniram com Jair Bolsonaro, Augusto Heleno (GSI) e Alexandre Ramagem (Abin) no Palácio do Planalto, em agosto, para apontar a existência de uma suposta organização criminosa dentro da Receita que estaria investigando Flávio irregularmente.

Ainda segundo a revista, junto com Rocca, elas também pediram formalmente ao GSI uma averiguação em sistemas da Receita, por meio do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro).

O objetivo era fazer uma “apuração especial” para saber o nome de todos os servidores que acessaram informações fiscais de Flávio e de sua mulher, Fernanda Antunes, desde 2015.

Leia mais: Documentos obtidos por Crusoé trazem revelações sobre o caso das rachadinhas que envolve o notório Fabrício Queiroz e Flávio Bolsonaro, o filho 01 do presidente
Mais lidas
  1. Assessor de Mourão procura Congresso: "É bom estarmos preparados"

  2. Governo estima que mortes por Covid cheguem a 2 mil por dia

  3. Os militares deveriam se envergonhar

  4. AGÊNCIA DA ALEMANHA RECOMENDA QUE VACINA DA ASTRAZENECA NÃO SEJA USADA EM MAIORES DE 65 ANOS

  5. "Mega epidemia daqui a 60 dias"

Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 38 comentários
TOPO